quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Bûche de Noël 2015

Então...

Está chegando aquela época do ano em que eu fico aqui babando nas Bûches de Noël que os meus pâtissiers preferidos fazem lá do outro lado do mundo... na minha Paris querida.

Muita sofrência, queria provar todos, mas por enquanto vou me contentar em só colocar água na boca de vocês também, para eu não sofrer sozinha ( estou diabólica hoje kkkk).

Pièrre Hermé

Bûche de Noel "Perpétua"

Edição limitada que custa a bagatela de 590 euros! Composto por uma casca de macaron biscuit de chocolate e por dentro o bolo de chocolate recheado com ganache de de chocolate "Pure Origin Trinidad Domaine Grand Couva"- Sei lá que chocolate é esse mas eu quero kkkk.
Bûche de Noel Perpétua


Bûche Ispahan

Macaron biscuit recheado com creme de pétalas de rosas, framboesa e lichia.

Adoro os "macarons parfumé à la rose" do Pièrre Fermé (são macarons com sabor de rosas) e acredito que essa Bûche deve ser divida. E o preço? Só 48 euros!
Bûche de Noël Ispahan

Jean Paul Hévin

Bûche d´Enfer

Biscuit de chocolate com amêndoas, mousse de chocolate amargo de Madagascar, creme Chiboust (não faço a menor ideia do que seja), nougat (adoro mas não sei explicar) e mel de trigo sarraceno (não conheço). 
Preço: 36 euros para 5 pessoas (sem suporte / 59 euros com suporte. 
Para 7 pessoas: 46 euros (sem suporte) 77 euros (com suporte
Bûche de Noël Bûche d´Enfer

Chocolats Borzeix-Besse

Bûche de Noël "Coeur de Rubis"

Do pâtissier Bernard Besse. Bolo com especiarias doces recheado com crème soufflée de baunilha do Tahiti cravejado com cerejas Amarena, mousse de chocolate amargo de Madagascar e praliné de avelãs. Tudo isso por 44 euros!



Hugo & Victor

Bûche de Noël "Aube Enneigée"

Achei essa linda, super difícil de explicar em português, mas vamos lá: 
Sorvete de baunilha de Madagascar, Sorbet de Clémentine (um tipo de tangerina), merengues crocantes com raspas de clémentine e por cima: chips de clémentine secas, tudo isso sobre uma parada que eu não consegui traduzir: dacquoise amande zestée. Deve ser bom , né , 78 euros.


Então é isso!
Se quiser sofrer mais um pouco, ou relembrar, dá uma olhada na minha lista do ano passado: aqui

Bisous!



segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Torta de Legumes sem Glúten

Eu não faço dieta de glúten, mas tinha uma farinha de arroz em casa que sobrou de uma receita de pão sem glúten (que eu não achei lá muito bom) e queria achar uma outra função pra ela.

Achei uma receita de torta de liquidificador, mudei algumas coisas e eis que cheguei a essa Torta de Legumes que ficou muito boa:

Ingredientes:
2 ovos
1/2 xícara de azeite
1 xícara de leite (se quiser pode usar leite sem lactose, usei o normal mesmo)
1 colher de sopa de amido de milho
1 e 1/2 xícara de farinha de arroz (usei da marca Urbano)
1 pitada de Sal.
1 colher de sopa de fermento químico

Bater os ingredientes no liquidificador (o fermento só ponho no fim, apertando o pulsar algumas vezes pra misturá-lo sem bater muito)

Na receita original, essa aqui, manda colocar o recheio no meio, nas como a massa fica muito liquida e eu queria fazer de legumes achei melhor misturar tudo na massa. Então usei:
1/2 cenoura ralada
1 abobrinha pequena ralada (sem o miolo)
Alho poró picado à gosto (usei um pouco da raiz e 1 folha)
Queijo minas cortado em cubos (tb fica bom trocar por 2 colheres de sopa de parmesão ralado)
Ervas à gosto.
Torta de Legumes Sem Glúten


Ficou muito leve e saborosa. Recomendo!

Bisous!

sábado, 17 de outubro de 2015

New Look + Doação dos Cabelos


Nesta semana tivemos um calor record aqui no Rio de Janeiro. O calor me irritou muito e achei que já era hora de cumprir uma promessa que fiz no início do ano: doar meus cabelos para uma instituição de apoio à pacientes em tratamento de Câncer.

Não pensei muito não, fui lá e fiz! Já usei cabelos curtos em outra época da minha vida e é muito libertador. É prático, economiza tempo (que é uma coisa que eu não tenho sobrando) e acho que combina muito com o verão.

Sempre que eu corto o cabelo minha irmã, lamenta e fala: por que você cortou? estava lindo seu cabelo... E eu vou falar pra vocês a mesma frase que eu falo pra ela: Eu precisava mudar. Cabelo cresce! Não quero passar a vida toda com o mesmo cabelo e a mesma cara.

antes e depois

Rogério Lima
com o hair stylist  Rogério Lima

Então é isso: vamos mudar e vamos doar! Tem muita gente por aí precisando muito mais que nós dessas madeixas.

Agora prestem atenção nas dicas e pré-requisitos para doar os cabelos:

*É importante avisar ao cabeleireiro que você deseja doar os fios, pois é necessário cortar o cabelo já com um elástico e o cabelo deve estar limpo e seco (já que o cabelo pode mofar se estiver molhado ou úmido). No dia que eu cortei não sabia disso e acabamos cortando com o cabelo molhado, mas já prevendo que a mecha não podia ficar molhada eu sequei bem com o secador quando cheguei em casa.

*A mecha a ser doada deve ter no mínimo 10 centímetros e o cabelo pode ter química ou ser tingido. 

*Na hora de cortar amarre o cabelo com um elástico bem preso e corte um dedo acima.

*Se for enviar pelo correio é recomendado colocar a mecha em um plástico bem fechado antes de colocar no envelope, para evitar que caia algum fio durante o envio.

Onde Doar 


São Paulo:
ONG Cabelegria - Avenida Parada Pinto, 3420, Bl. 06, Ap. 33, Vila Nova Cachoeirinha, São Paulo - SP E-mail: cabelegria@gmail.com


ONG Rapunzel Solidária - Al dos Maracatins, 976, São Paulo SP. E-mail: rapunzelsolidaria@gmail.com

Rio de Janeiro:
Banco de Perucas Laço Rosa - Rua Desembargador Isidro, 18, Sala 910, Tijuca, Rio de Janeiro - RJ Tel: 0/xx/21 7974-8504

Minas Gerais:

Instituto Mário Penna - Rua Guaicuí, 20, 15 andar, Cidade Jardim, Belo Horizonte -MG. Tel: 0800 039 1441

Espírito Santo:
Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer do Hospital Santa Rita de Cássia - Avenida Marechal Campos, 1579, Santa Cecília, Vitória - ES. Tel: 0/xx/27 3334-8058


Rio Grande do Sul:
ONG Cabelaço - Caixa Postal 58, Canoas (RS), Cep 92010-300 - ou Av. Ceará, 1260, Bairro São João, Porto Alegre - RS


Santa Catarina: 
Banco de Perucas do Hospital Infantil Joana Gusmão - Rua Rui Barbosa, 152, Agronômica, Florianópolis - SC Tel: 0/xx/48 3251-9000


Paraná:
ONG Atitude na Cabeça - Rua Francisco Rocha, 1544, Bigorrilho, Curitiba, PR. E-mail:atitudenacabeca@gmail.com


Mato Grosso:
Associação de Amigos da Criança com Câncer de Mato Grosso - Rua do Caju nº 329, Alvorada, Cuiabá - MT. Tel: 0/xx/48 3025-0800


Pará:
ONG dos Ribeirinhos Vítimas de Acidente Motor (Orvam) - Avenida João Paulo II, Lote 134, Castanheira, Belém - PA. Tel: 0/xx/91 3231-1177. E-mail:contato@orvam.ogr.br


Bahia:
ONG Fios de Esperança - Rua Plínio Moscozo, número 627, Ondina, Salvador - BA. Tel: 0/xx/71 3357-6800


Laís, minha sobrinha, aprendendo a ser solidária.
Bisous!

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Incrementando o Pão Branco Tradicional

Sempre que estou sem muito tempo pra fazer um pão, faço uma receita de pão branco tradicional do manual da Cadence. Ele é feito no ciclo rápido, e contando com o tempo de preparar os ingrediente até o bip final dá umas 2 horas e meia.

Mas, comer pão branco tradicional todo dia não dá né. Foi então que comecei a fazer experimentos com essa receita e fica sempre muito bom. Vejam só:

Receita Original

(600g) ciclo rápido


1 xícara de chá de água (240ml)
2 colheres de sopa de óleo/margarina (uso azeite extra virgem)
1 ⅓ colher de sopa de leite em pó
2 colheres de sopa de açúcar 
1 colher de chá de sal 
3 copos de farinha de trigo especial (720ml) 
1 ½ colheres de chá de fermento biológico seco instantâneo

Os ingredientes devem ser colocados na forma na ordem em que aparecem na receita, mas logo depois da água eu coloco cenoura, beterraba ou abobrinha raladas. Nos primeiros 6 minutos de funcionamento tem que monitorar a massa porque ela vai ficar muito mole por conta do líquido contido no ingrediente acrescentado. Vou peneirando um pouco mais de farinha de trigo até a massa ficar no ponto certo (uma bola lisa e homogênea no meio da forma). Quando soa o bip para o recheio acrescento duas colheres de sopa de chuia (no caso de pão de cenoura) gergelim (se for o pão de beterraba) ou salsinha e nozes (no pão de abobrinha).

Et Voilà!

Pão de Beterraba
Pão de Beterraba com Gergelim
Pão de Cenoura
Pão de Cenoura com Chia
Pão de Abobrinha
Pão de Abobrinha com Salsinha eNozes
Bisous!!

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Korres 2- Mais Comprinhas

Finalmente chegou Korres na Sephora. Quando anunciaram a volta da Karres ao Brasil falaram que os produtos seriam vendidos lá, corri logo pra loja do Barrashopping e dei com os burros n´água... ainda não tinham chegado. Então fiz minha primeira compra pelo site (mostrei aqui).

Passado 1 mês ouvi novos boatos de que a marca já tinha chegado e corri pra lá de novo. Dessa vez era verdade.

Apesar da compra no site ter sido super bem sucedida eu queria ver tudo de perto, provar, sentir o cheiro,.. enfim como eu tinha usado pouca coisa da marca e há seculos atrás queria ir com calma.

Fui lá e comprei:

Wild Rose Korres

Wild Rose - Creme Suavizador de Olheiras e Linhas Finas- R$69,00 
Com fator de proteção solar 15, formulado com Óleo de Rosa Mosqueta, promete hidratar e clarear as olheiras, restaurando o tom e a textura da pele. O cheiro é bem suave e muito agradável, uso pela manhã depois da limpeza e antes do protetor solar. Sinto uma leve sensação de frescor quando eu passo e acho que os benefícios serão melhor percebidos com algum tempo de uso.

Shampoo de Aloe Vera e Dittany - para Cabelos Normais- R$26,00
Segundo eles, o shampoo é formulado com agentes de limpeza e condicionadores suaves. A Aloe Vera contém proteínas e aminoácidos para favorecer o crescimento dos fios e a saúde do couro cabeludo. De uns tempos pra cá meu couro cabeludo se tornou sensível e e eu não posso mais usar qualquer shampoo (leia-se não posso usar shampoos baratos). Até agora tenho me dado muito bem com esse da Korres, meu cabelo fica ótimo e não irrita o couro cabeludo.

Agora estou na expectativa para conhecer as maquiagens da marca, mas ainda não estão sendo produzidas aqui. Aguardo ansiosamente!

Bisous!

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Pão Australiano

Essa recita do é blog Máquina de Pão e fez o maior sucesso.

Sempre troco margarina por manteiga e óleo por azeite extravirgem, além de outras coisinhas, então a minha receita ficou assim:

1 xícara de (chá) água morna
1 colher de sopa de manteiga
1 colher de sopa de óleo
1/2 xícara de melado ou mel (usei o melado)
2 e 1/2 xícata de farinha de trigo branca
1 xícara de farinha de trigo integral
1 xícara de farinha de centeio
2 colheres de sopa de chocolate em pó ou 1 colher de sopa de cacau em pó
3 colheres de sopa de açúcar mascavo (lógico que diminuí isso para 1 e 1/2 collher)
1 colher de chá de sal
1 colher de sopa de glúten (substituí por amido de milho)
2 e 1/2 colheres de chá de fermento biológico seco
Fubá para polvilhar (só usa se for assar o pão em forno convencional)

Tamanho: 900gr
Ciclo: Pão Doce

Depois de 5 minutos e antes de 10 minutos do processo tem que verificar a consistência da massa, ela tem que formar uma bola lisa e homogênea no centro da fôrma, se estiver mole demais e agarrando nas paredes polvilhe mais farinha de trigo branca aos poucos. Se estiver seca demais e com partes que não se integram à massa acrescente um pouco de água morna até chegar no ponto certo.

Fiquei séculos procurando a farinha de centeio até que uma amiga encontrou na Casa Pedro do Centro do Rio (já tinha procurado na da Barra da Tijuca e estava em falta).

Sempre que testo uma receita pela primeira faço o ciclo inteiro na máquina por que é mais garantido... até hoje não perdi nenhum pão!

Para fazer assando em forno convencional é só selecionar o ciclo amassar/massa (na maquina da Arno é o ciclo massa de pizza) e quando terminar de bater modelar os pães numa superfície polvilhada com o fubá. Coloque na forma (eu divido a massa em duas partes e uso duas formas), cubra com um pano e deixe descansando por 1 hora.  Depois é só assar no forno a 180º por cerca de 40 minutos. 

Vejam o resultado da minha primeira fornada:

Pão Australiano


Pão Australiano


Não ficou tão escuro quanto do Outback, talvez seja necessário colocar mais cacau em pó, mas pra mim é uma questão meramente estética, o gosto e a textura ficaram muito bons e isso é o que importa, não é?!

Bisous! 

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Mais Pães Caseiros

Estou simplesmente viciada nos pães caseiros. Já não compro pão industrializado desde o meu post  sobre a panificadora elétrica. Claro que isso me obriga a fazer pão dia sim, dia não, isso tem sido um pouco cansativo mas está valendo muito à pena. Apesar de todo trabalho (não gasto menos de 3 horas pra fazer um pão) é  uma coisa que me relaxa, estou curtindo muito mesmo.

No inicio fazia o ciclo completo na máquina, mas os pães assados lá ficam num formato meio "tijolão" e com um buraco no fundo (por causa da pá que mistura a massa). Aos poucos fui testando só bater a massa na máquina e assar no forno convencional.

Pra fazer o pão assando no forno convencional é só selecionar o ciclo Amassar/Massa (na minha máquina é o ciclo Massa de Pizza). Colocar todos os ingredientes na forma na ordem indicada pela receita e selecionar o ciclo, quando terminar de bater tire a massa, divida em duas partes e modele sobre uma superfície enfarinhada (eu uso uma tábua de vidro grande). Em seguida, é só colocar em duas formar, cobrir com um pano e deixar descansar por 1 hora ( deixo dentro do forno desligado). Geralmente a massa dobra de tamanho. Por fim é só assar (uso o forno a 190 º, aproximadamente, por uns 45 minutos). Não precisa pré-aquecer o forno.

O resultado vou mostrar pra vocês agora, junto com as receitas que mais agradaram.
A maioria das receitas são do Blog Máquina de Pão, que foi um grande achado pra mim. Todas as receitas que eu fiz de lá deram certo. No manual da Cadence tem umas receitas boas também.
Vamos às receitas:

Pão 50% Integral

Receita original aqui.

Meu pulo do gato:
*Usei mel de florada de flor de laranjeira que deu perfume maravilhoso ao pão
*Fiz com azeite no lugar de óleo
*Acrescentei 2 colheres de sopa de pistache

Pão 50% Integral

Pão da Toscana

Já falei desse pão no outro post, mas ele é tão maravilhoso que eu tenho que repetir. Dá pra fazer várias versões dele.

Receita original aqui

Meu pulo do gato:
*Acrescentei azeitonas pretas italianas picadas.
ou
*Alecrim na massa + alecrim e sal grosso por cima.
ou
*Linguiça Calabresa Picadinha.

Pão da Toscana com Azeitonas Pretas
Com Azeitonas Pretas
Pão da Toscana com Alecrim e Sal Grosso
Com Sal Grosso e Alecrim

Pão de Canela com Passas e Castanhas

Receita original aqui

Meu pulo do gato:
*mudei a medida das passas e das castanhas do pará para meia xícara.


Pão de Canela com Passas e Castanhas

Então é isso, em breve vou me aventurar a fazer o Pão Australiano igual ao do Outback.

Bisous!

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Brownie de Chocolate

Outro dia precisei fazer uma sobremesa fácil e rápida e decidi fazer um Brownie de Chocolate.
O bom de fazer Brownie é não se preocupar se vai solar, porque ele não leva fermento e não cresce mesmo kkkk.

A receita que eu tinha era:
1 xícara de chá de açúcar
1/2 xícara de chá de farinha de trigo
2 colheres de manteiga
1/2 xícara de chá de chocolate em pó
100 gramas de chocolate meio amargo
2 ovos
Nozes à gosto.

Só que essa receita faz pouca massa e da última vez que havia feito não encheu meu menor refratário, então resolvi dobrar a quantidade dos ingredientes... Aí já começo achar defeito na receita e querer mudar né. Imagina, me dá urticária só de pensar em usar 2 xícaras de açúcar num brownie.
Acabei não dobrando tudo, ou seja, criei outra receita:

1 xícara de chá de açúcar (usei o açúcar demerara, aquele marronzinho, menos refinado possível)
1 xícara de chá de farinha de trigo
4 colheres de manteiga
1 xícara de chá de chocolate em pó (pode até usar menos, uns 3/4 de xíc.)
200 gramas de chocolate meio amargo
3 ovos
Castanhas do Pará  picadas à gosto.

Bati os ovos com a manteiga derretida, acrescentei o açúcar e bati mais um pouco.
Depois fui acrescentando a farinha de trigo (peneirada) e o chocolate em pó.
Por último o chocolate derretido e as castanhas picadas.
A massa é bem grossinha e difícil de espalhar no refratário:

Brownie de Chocolate

Daí é só assar por 30 minutos no forno a 180º C e .... Voilá:


Brownie de Chocolate


segunda-feira, 29 de junho de 2015

Pão Feito na Panificadora Elétrica

Já faz um tempo que eu queria comprar uma panificadora elétrica mas tinha preguiça de prosseguir com os planos. A outra receita de pão que eu já tinha experimentado, essa aqui, era na verdade, massa de bolo porque leva fermento químico. Fora isso, a única vez que me aventurei a fazer massa com fermento biológico foi um estrondoso fracasso, o pão ficou duro e intragável. Mas tudo mudou quando minha irmã me ofereceu a máquina da Arno dela pra eu fazer um test drive.

Lendo o manual me deparei com uma contradição, a maquina vem acompanhada da copos medidores mas nas receitas eles dão as medidas da farinha em gramas. Numa rápida pesquisa em fóruns e blogs da vida a unanimidade era: a maquina da Arno é boa, mas o manual e o livro de recitas são uma furada. Todas a dicas apontavam para usar as receitas dos livros da Britânia e Cadence.

Na minha primeira tentativa fiquei com medo de fazer receita de outra máquina porque os ciclos da Arno são para fazer pães de 450g, 700g e 1kg, já o ciclo das outras são para pães de 600g e 900g. Então resolvi fazer a receita de pão básico do manual da Arno mesmo, usando um conversor de medidas que achei na internet. 

Não mudei nadinha da receita (outra unanimidade entre os internautas: não se deve sair mudando as receitas porque desanda a massa). Mas como eu não me aguento acrescentei umas ervinhas: endro e alecrim. Comecei a fazer o pão eram umas 11 da noite, liguei a máquina e fui fazer outras coisas, quando voltei fiquei em pânico ao ver que a massa não formava uma bola homogênea no meio da forma, ou seja, não estava no ponto certo. Só que naquela altura não dava mais pra corrigir e eu entreguei na mão de Deus...hahahaha. Deitei no sofá esperando esperando o bip final soar e acabei dormindo. Acordei com o bip e um cheiro maravilhoso de pão às 2:30 da manhã. Apesar de toda a minha descrença deu tudo certo!

Pão Básico Máquina Arno

Mesmo com a massa fora do ponto o pão ficou bom e foi devorado em menos de 2 dias.

Na segunda tentativa resolvi fazer a receita de Pão da Toscana, essa aqui, do Blog Maquina de Pão. A receita é pra ser feita no tamanho de 900g e na máquina da Arno eu fiz no tamanho de 1kg. No inicio fiquei apreensiva porque a receita não pede óleo, azeite ou manteiga. Enquanto a massa batia achei que estava muito seca e coloquei mais uma colher de sopa de água e depois ela formou a tal bola homogênea no centro da forma, que todos falavam. Quando soou o bip para acrescentar recheio coloquei azeitonas pretas italianas picadas.Três horas depois lá estava meu pãozinho lindo e cheiroso.

Pão da Toscana

Pão da Toscana

Adorei essa receita de Pão da Toscana porque ela leva farinha integral, não usa gordura e dá pra variar o recheio. A casca fica durinha, como nos pães italianos e o recheio macio.

Estou decidida a não comprar mais pães industrializados! Resta saber até quando kkkkkk.

Bisous!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Korres Brasil

Conheci a Korres numa viagem que fiz em 2010. O Hostel onde me hospedei em Lisboa disponibilizava para os hóspedes shampoo, sabonetes liquido e em barra e hidratante corporal, tudo da Korres. Tudo maravilhoso.

A marca foi fundada em 1996 pelo farmacêutico George Korres, dono de um laboratório homeopático na Grécia, e sua mulher, a engenheira química Lena Philippou. George é um apaixonado pelas propriedades e benefícios das ervas e plantas e fez uma extensa pesquisa sobre a ação e eficácia de mais de 3 mil ervas.

São mais de 500 produtos desenvolvidos a partir de elementos naturais, sem parabenos, sem óleos minerais, sem silicones, sem corantes sintéticos, etc. Enfim: muito natureba e ainda: as embalagens são recicláveis, os produtos utilizam o mínimo possível de elementos nocivos ao meio ambiente e não são feitos testes em animais.

Em 2011 a marca chegou ao Brasil, numa parceria com a Johnson & Johnson, mas não deu muito certo e a empresa deixou nosso mercado um ano depois. Fiquei decepcionada na época porque que só foram comercializados em SP e era tudo muito caro.

Mas, para a nossa alegria a Korres voltou! Agora trazida pela Avon, que vai fabricar e distribuir os produtos. Não se trata de uma fusão, vão apenas usar usar o maquinário, a mão de obra e a logística daqui, com o padrão de qualidade e as matérias-primas vindas todas da Grécia. Dessa forma os preços ficarão menos salgados, já que, por serem produzidos no Brasil, a taxação será menor (algo parecido com a L´occitane au Brésil).

Por enquanto serão só 120 itens, divididos entre rosto, corpo e cabelo. Mas já há previsão para a produção da linha masculina, das maquiagens e dos protetores solares.

Os produtos já estão sendo vendidos por especialistas de beleza Korres (aqui no Rio não vi nenhuma ainda), no site (onde eu já fiz minha compra!) e futuramente em lojas de varejo.

As compras no site estão saindo com frete grátis para compras acima de 99 reais. Comprei algumas coisinhas na madrugada de domingo para segunda e na quarta-feira já estava tudo lá em casa. Eles enviam e-mails avisando de todos os passos e foram muito eficientes. Amei tudo!

Korres Brasil

Comprei sabonetes em barra de Jasmim, Calêndula e Cardamomo, sabonete facial de Camomila e sabonete líquido e  hidratante corporal de Figo.

Korres Brasil

Esse é o sabonete de Jasmin, delicioso!

Já quero experimentar os shampoos e a linha Wild Rose (rosa mosqueta).

Bisous!




quinta-feira, 7 de maio de 2015

Place des Grands Hommes

Conheci o clip dessa musica do Patrick Bruel em 2006 no curso de francês e mesmo ele sendo velhinho (Annés 80) eu o achei sensacional.

A música fala de um encontro marcado entre os amigos na Place des Grands Hommes, em Paris, mais precisamente nas escadarias do Pantheon.

O refrão diz:
"Nós dissemos: encontro em 10 anos
Mesmo dia, à mesma hora, as mesmas pessoas
Vamos nos ver quando tivermos 30 anos
Nos degraus da Praça dos Grandes Homens"


O clip é muito fofo e pensei nos meus amigos do colégio em Miracema, tínhamos uma turma muito unida que se reunia todos os anos num churrasco mas depois que nos formamos cada um foi pra um lado, muitos se mudaram pra estudar em outras cidades e foi ficando cada vez mais difícil nos reunirmos. Naquela altura já fazia 10 anos desde o ultimo churrasco e eu até tentei falar com algumas pessoas que já era hora de  organizarmos um encontro mas não rolou.

Mas graças à internet e ao Whatsapp, 20 anos depois do último churrasco conseguimos fazer nosso reencontro. Todos falam que a internet afasta as pessoas, que ninguém se encontra mais fora das redes sociais mas no nosso caso ela serviu para nos unir e conseguimos ultrapassar a barreira do virtual.

Foi emocionante rever meus amigos e imediatamente me lembrei do clip.

Vejam alguns momentos marcantes da nossa vida.

nosso primeiro churrasco em 1985
Encontro de 1995.
Reencontro em 2015
mais uma, com nossa fotógrafa Flavia Guedes.

Os planos agora são de encontros anuais, não dá mais para esperar tanto tempo pra encontrar pessoas tão especiais.

Grosses bises à tous!

P.S- vejam aqui a letra original da musica e a tradução (não muito boa mas tá valendo)

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Resenha: Frex Clean T

Olá!
No meu último post falei sobre limpeza das pálpebras e cílios. Mostrei produtos que servem como demaquilantes e também para a limpeza diária e controle da blefarite. 

E não é que menos de uma semana recebi da Allergan o novo produto deles, que eu tanto ansiava em conhecer? O Frex Clean T.

Frex Clean T

O Frex Clean T  é livre de corantes, hipoalergênico, tem PH neutro e contém em sua composição:

*Óleo de Melaleuca, que tem propriedades antissépticas e ações acaricida, bactericida e fungicida.
*Extrato de Calêndula, que tem ações anti-inflamatória e emoliente.

É indicado na prevenção e controle da blefarite, no pré e pós operatório e também como demaquilante.

Eu já usava o Frex Clean na sua versão anterior, sem esses ingredientes fitoterápicos e achei o novo muito melhor. A espuma do Frex Clean T é também incolor mas um pouco mais densa, tem uma leve fragrância e deixa uma sensação refrescante. Comparem as espumas:

na esquerda Frex Clean normal e da direita Frex Clean T
Agora a comparação no quesito Demaquilante:

Frex Clean


Frex Clean T



O Veredito: 
Estou gostando mais do Frex Clean T, achei mais eficiente como demaquilante e mais eficaz no tratamento da blefarite.... mas é claro que ele iria ser mais caro né?! (está saindo a R$71,10 na drogaria Venâncio)
No entanto, na minha opinião, o custo/benefício compensa.
Só tem uma coisa: as gazes acabam antes do produto, e olha que pelo fato delas serem duplas eu as vezes corto ao meio para economizar, o meu frasco da versão normal está no meio e as gazes já acabaram. Vou ver se são vendidas separadamente, se não, vou de algodão mesmo.

Gostaria de ressaltar a importância de consultar um oftalmologista regularmente. Não uso nada sem consultar o meu.

Bisous

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Limpeza da Área dos Olhos

Sempre tive receio de usar qualquer demaquilante na área dos olhos porque, assim como minha pele, minhas pálpebras também são muito sensíveis (é a praga da Rosácea que tb causa blefarite- uma inflamação que afeta a região onde crescem os cílios, causando irritação e coceira- aff que karma!).

Desde que operei a miopia o meu oftalmologista me receitou Blephagel Duo para a limpeza dos cílios e pra tratar a tal blefarite. É um gel transparente e sem cheiro que vem acompanhado de gazes, caro toda vida! Usava todos os dias de manhã, à noite e também para retirar a maquiagem da área dos olhos.

Depois de uns 2 anos dessa rotina resolvi parar de comprar o dito cujo, passei a usar Cetaphil loção, que eu usava para limpar rosto, também para tirar a maquiagem. Sem fazer limpeza diária dos cílios, só usava na área dos olhos pra tirar maquiagem.

O resultado foi que a danada da blefarite voltou e me vi obrigada a gastar rios de dinheiro com o Blephagel.... até que encontrei na farmácia o Frex Clean, um pouco mais barato e pela descrição do produto achei que poderia substituir lindamente o outro. Fotografei e levei pro meu oftalmo que me autorizou a troca.

O Frex Clean (com esse Frex bizarro mesmo) é um líquido e quando você coloca na gaze sai em forma de espuma. É indicado para limpeza dos cílios e pálpebras e tem ação hidratante e demaquilante. Achei que ele tira melhor a maquiagem e a blefarite está controladíssima.

Blaphagel X Frex Clean


O Blephagel custa entre R$80,00 a R$100,00 e o Frex Clean entre R$50,00 a R$70,00 e até agora estou achando que o Frex Clean dura mais.

Mas como eu não paro quieta e estou sempre caçando novidades ... Já descobri que lá fora existe o Frex Clean-T, que além de tudo tem extrato de Tea Tree e Calêndula.

Frex Clean T

Claro que eu já quero e não acho em terras tupiniquins, né! Aff!!
Não vou sossegar até conseguir. Sim ou com certeza?? 
Preciso muito, falou que tem extratos de ervas eu enlouqueço !! hahahaha

UPDATE 


Gente, já tem o Frex Clean T aqui no Brasil sim, fui informada pela assessoria da Allergan e acabei de ver nos sites da Panvel e da Venâncio (no momento, mais barato na Venâncio).
Assim que eu testar conto tudo pra vocês!

P.S- É muito importante ter sempre o acompanhamento de um oftalmologista!

Bisous!


terça-feira, 17 de março de 2015

Salada Grega

Salada Grega


Como o nome já indica, é uma salada tradicional da Grécia, lá é chamada de χωριάτικη σαλάτα, traduzindo: salada campestre.
A receita original é feita com tomate, pepino, pimentão, cebola roxa, queijo Feta, azeitona preta e temperada com azeite, orégano, sal e pimenta preta.

Muito saborosa e fácil de fazer.

Pra começar eu dispenso o pimentão, acho que ele, em conjunto com o pepino, deixa a salada indigesta. Fora isso, faço tudo como manda o figurino.

O único item que pode ser difícil de achar é o Feta, que é um queijo fresco e salgadinho feito com leite de cabra.
Aqui no Rio eu acho facilmente no supermercado Zona Sul e embora eu o ache imprescindível na receita, na falta dele dá pra substituir por queijo minas curado, queijo coalho ou qualquer queijo de cabra fresco.
O que eu comprei dessa vez foi esse aqui:


Vamos ao passo a passo:

*Pique a cebola roxa e deixe-a de molho em água gelada com umas gotas de limão ou vinagre por no mínimo 30 minutos.

*Enquanto a cebola fica de molho é só picar o tomate, o pepino e o queijo (este corto em tamanho  pequeno porque ele é bem salgadinho)

*Misture os ingredientes picados às azeitonas pretas inteiras e tempere com bastante azeite extra virgem, sal moído na hora com ervas, orégano e gotas de vinagre de maçã.

E voilà!
Sirva com pão fresco e azeite.


Bisous!

segunda-feira, 9 de março de 2015

Dicas para Amenizar os Efeitos do Jet Lag

Quem viaja para o exterior já deve ter sentido na pele os efeitos do Jat Lag:
Sonolência durante o dia, insônia à noite, fadiga, dores de cabeça, irritabilidade, falta de concentração e alterações gastrointestinais são alguns dos sintomas.

Isso acontece porque o nosso relógio biológico fica desorientado quando alteramos o horário de comer e de dormir a que estamos acostumados. Ou seja, quando trocamos a sequência habitual do dia e da noite.

As regrinhas básicas que muitos já conhecem e são:

*Ajustar os horários das refeições 
Uns 2 dias antes da viagem comece a fazer as refeições no horário do seu destino.

* Dormir durante o vôo 
O ideal é pegar vôos à tarde/noite e chegar ao destino de manhã e, claro, dormir e descansar bastante durante o vôo.
Chegando lá, mesmo que esteja cansada, não durma durante o dia, faça um passeio leve, caminhe um pouco ao ar livre e deixe pra dormir no horário certo do lugar.

*Beber bastante água
O ambiente do avião é seco, por isso beba bastante água para se manter hidratada e amenizar o desconforto.
Não ingerir bebidas alcoólicas!

Mas acho que essas dicas são bem conhecidas, a novidade é o uso da Melatonina para ajudar a entrar no ritmo.
A melatonina é uma substância fabricada naturalmente pelo nosso organismo, responsável pela indução ao sono. Ela é produzida pela glândula pineal em resposta  à escuridão e suprimida pela luz.

Quando começamos uma viagem de dia, não dormimos durante o vôo e ao chegarmos ao destino ainda é dia, há uma interrupção na produção da melatonina e a suplementação desse hormônio pode ser a solução.

No Brasil, o hormônio não possui registro de comercialização da Anvisa, mas não é proibido, podendo ser importado.

Na França tem o Chronobiane, uma caixa de 30 comprimidos custa 8,50 euros e não necessita receita para comprar. Nos EUA também tem de várias marcas, dizem que em qualquer esquina kkkk.


A indicação é para tomar um comprimido na hora de dormir alguns dias antes da partida e alguns dias depois também, até seu corpo se ajustar.
Converse com seu médico a respeito e veja se é indicado para você.
Bisous!

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Maionese de Leite com Pesto de Manjericão

Sempre fiz maionese caseira com ovo cru e nunca tive problemas... mas vez ou outra ouvia falar do perigo da salmonella. Apesar de só usar ovos de boa procedência, orgânicos e caipiras ficava um pouco receosa, até que outro dia vi uma receita dada pelo Jimmy no programa Mais Você de maionese caseira em que o ovo é substituído por leite.

Achei meio impossível, pensava que a clara do ovo era imprescindível pra maionese não ficar mole mas resolvi testar né.

Receita Original:

1 copo americano de leite integral (200ml)
400 a 500 ml de óleo de milho ou canola
Sal e pimenta do reino à gosto
1 cabeça de alho assado

Assar o alho inteiro (com casca e tudo) no forno baixo por 40 minutos. Num liquidificador, juntar o leite, o sal , pimenta e alho. Bata tudo na velocidade mais baixa e assim que a mistura estiver homogênea vá adicionando o óleo em fio até a consistência desejada.

Claro que eu ia mudar a receite né?! De cara resolvi trocar o olho assado por "pesto de manjericão" que eu adoro e sempre tenho em casa.

Mas não me contentei em só mudar a receita, fiz pior, fiquei com preguiça de procurá-la na internet. Tinha visto a matéria na tv há algumas semanas e não lembrava muito das medidas, só havia ficado na memória a referência ao copo americano.

Aí a pessoa já se acha a Chef de Cusine e resolve fazer tudo no olho... 

Como eu fiz:

2 colheres de sopa de pesto de manjericão
1 copo americano de leite integral (200ml)
A mesma quantidade (200ml) de óleo (que burra!!)
Sal... (um pouco pq o pesto já tem sal e nada de pimenta pq eu não curto)

Bati o pesto com o leite e o sal e fui jogando o óleo de canola e nada de engrossar...hahaha...ficou uma m... joguei mais um pouco de óleo e... nada de engrossar.

Resolvi que tinha que salvar a maionese, questão de honra: em pleno carnaval, tinha um hamburguer caseiro feito pelo Dudu lindo, esperando por ela.

Dissolvi um pouco de gelatina sem sabor em duas colheres de sopa de água fervendo, misturei na maionese mole e continuei batendo por alguns segundos e, como num passe de mágica, ela engrossou!!!


Consegui salvar a maionese e ela ficou uma delícia!

Maionese de leite com manjericão

Olha agora no hamburguer caseiro (feito com alcatra moído em casa, essa receita eu dou outro dia):

hamburguer caseiro

Nham!!

Juro que da próxima vez vou usar as medidas de leite e óleo indicadas na receita original pra ver se vai dar ponto e depois conto pra vocês.

Bisous!

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Croque Monsieur e Croque Madame

O Croque Monsieur é um sanduíche quente feito com pão, queijo, presunto e gratinado por cima. 

Muita gente vai dizer que é apenas um misto quente metido à besta... hehehe ... o que não deixa de ser uma verdade mas a grande diferença é que ele leva molho Bechamel e queijo Gruyère por cima e depois vai ao forno/grill pra ser gratinado. E isso é que dá o toque especial, vocês vão ver.

O Croque Madame é o Croque Monsieur com um ovo frito por cima... Adoro!!!

Vamos lá, é muito fácil:

Só montar o sanduíche numa assadeira (eu fiz com Salsichão recheado com cogumelo da Ceratti e queijos Minas Padrão e Gruyère)


Sanduíche montado, é hora de colocar bastante molho Bechamel (que é aquele bom e velho molho branco, tem várias receitas na rede, só dar um google!) E o queijo por cima.


Assei por 20 minutos no grill do forno (troquei de fogão só pra ter um Grill... não vivo mais sem ele!).

Croque Monsieur

Pra fazer o Croque Madame é só fritar um ovo na manteiga, mantendo a gema bem mole e colocar por cima do sanduíche voltando com ele pro gill pra gema não ficar muito crua.

Croque Madame

Voilà! Esse foi meu lanche pro carnaval!

Bisous!