segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Paris para Principiantes


Esse é o primeiro dos muitos post que vocês verão sobre Paris por aqui. Porque eu amo, simplesmente amo essa cidade.
Minha primeira vez em Paris foi em 2005, era primavera, eu fazia uma viagem de mochilão com amigas e já tinha passado por Lisboa, Porto, Madri e Barcelona. Estava adorando tudo e não tinha muita expectativa para Paris, na verdade eu achava um certo exagero tudo o que falavam, já estava tão feliz com o que tinha visto que nem ligava se tivesse que voltar pra casa sem ver a "cidade luz".... sabia de nada, inocente.
Na hora em que eu saí do metrô (chegamos em Paris de trem vindas de Barcelona) bem no meio do Boulevard Saint Germain tudo mudou, foi, como dizem os franceses un coup de foudre, amor à primeira vista. Eu me apaixonei pela cidade e pela língua (já havia estudado francês no colégio mas não me lembrava de nada).
Ficamos num albergue no Quartier Latin. o BVJ (Bureau de Vouyages de la Jeunesse). É indicado pra quem é jovem e despojado, barato, bem localizado, tem chuveiro no quarto mas o toillete fica no corredor. Fornecem roupa de cama e café da manhã (tolhas de banho não). Eles têm outra unidade próxima ao Louvre.
nosso quarto no BVJ.

Foi muito importante naquela primeira visita ter ficado no Quartier Latin, é um bairro bem turístico, dá pra ir à pé para boa parte das atrações cidade.
A geografia de Paris é muito peculiar, a cidade é dividida pelo rio Sena (la Seine)que a corta de leste a oeste por 13km. A partir daí temos a classificação Rive Gauche (margem esquerda) e Rive Droite (margem direita).
Na Rive Gauche estão: Tour Eiffel, Musée D´Orsay, Saint Germain des Prés, Pantheon, Quartier Latin. Já na Rive Droite encontramos: Louvre, Ópera Garnier, Trocadéro, Centre Pompidou. No meio do Rio (geograficamente não é tão meio assim) tem duas ilhas, Île de la Cité e Île de Saint Louis, o coração de Paris, onde a cidade surgiu. Na Île de la Cité encontramos a Catedral de Notre Dame, a Saint Chapelle.
A cidade é dividia em departamentos administrativos chamados de Arrondissements. São ao todo 20 arrondissements distribuídos seguindo uma espiral que se desenvolve no sentido dos ponteiros do relógio partindo de um ponto central da cidade localizado no Louvre (1e arrondissement).
Olhando o mapa parece um caracol  e a lógica é: quanto mais alto o número do arrondissement mais longe do centro ele está.

mapa de paris


Considero que ficar bem localizado em Paris é se hospedar entre o 1º e o 8º arrondissement. Isso significa poder ir à pé pra maioria das atrações, flanar pelas margens do Sena sempre que desejar e não ter que ficar o tempo todo andando por debaixo da terra que nem tatu...rss. A cidade é muito bem servida de metrô e trem (chamado RER)  é fácil se deslocar, mas isso não quer dizer que seja prático, tem sempre que fazer baldeações e os corredores são enormes e nem sempre têm de escada rolante como aqui.
Eu gosto de ficar no baixo Marais (4º ) ou no Quartier Latin (5º), já fiquei duas vezes em cada bairro, amo-os igualmente, não consigo escolher qual é o melhor..rss
Costumo reservar os hotéis pelo Booking.com lá tem opções para todos os gostos e é possível conseguir bons preços se reservar com bastante antecedência.
Na segunda vez eu fiquei num hotel bem simples mas muito bem localizado também no Quartier Latin, o Home Latin.
Já na terceira eu resolvi alugar um apartamento pelo site Airbnb. Fiquei num pequeno estúdio no alto Marais o dono chama-se Arnaud Seguillon, ele e o sócio Romain têm vários apartamentos para alugar, dos mais variados tamanhos, todos reformados e muito bem equipados. É uma ótima pra quem já conhece a cidade, geralmente os preços são melhores que dos hotéis.
Na quarta aluguei outro studio do Arnaud pertissimo do Centre Pompidou mas direto no site dele, o Apart Inn Paris, como tinha dado tudo certo pelo airbnb fiquei mais confiante de alugar direto com ele, sai mais barato pq não tem que pagar a taxa do site.
O bom de alugar um apê é que além de vc ficar mais à vontade, tem certos luxos como frigobar ou geladeira (digo luxo pq é pouquíssimo comum em paris os hotéis oferecerem frigobar no quarto). Não tem outros luxos, como arrumadeira, serviço de quarto. Mas acho uma boa opção por exemplo pra mais de 2 pessoas, família com filhos etc.

Bisous!

6 comentários:

  1. Oi Paula,

    Já que está falando de hospedagem, vou sugerir aos seus leitores o Hostel que você me indicou para ficar quando fui em Agosto deste ano, o M.I.J.E na Rue Fourcy. Ele é pertinho (ao lado mesmo ) da Rivolli e do Metro St. Paul, que tem ligação direta com o Louvre, a Concorde e a Champs Elyseé. E ainda fica super perto (a pé) do Rio Sena, da Notredame, Saint Chapelle, do bairro Marais, aonde está o Pompidou e a Place das Vogues. Ou seja, a localização é ótima. Ele também possui quartos grandes, com banheiro próprio no quarto e é para quem quer tranquilidade. A única coisa que deixa a desejar é que não tem wi fi liberado. A internet é paga: 2h de acesso - 2euros / 5h - 10euros. Mas enfim, como quase não ficamos no hostel, não chega a ser um prejuízo grande.

    É isso.
    I Love Paris.

    Bjs,
    Joana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O M.I.J.E é mesmo uma boa opção de hostel, nunca fiquei lá mas sempre ouvi falar que é bom e por isso te indiquei. Que bom que você gostou!
      Pra quem quiser dar uma olhada segue o link do site deles: https://www.mije.com/
      A reserva é feita pelo site e eles pedem pra ligar um dia antes se o check in for feito após as 14:00h.

      Excluir
  2. Paula

    É necessario ser socio para se hospedar no MIJE ?
    luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa ser sócio nem pagar além da diária. Só reservar no site deles
      www.mije.com

      Excluir

  3. Paula
    É necessario ser socio do MIJE para reserva ?

    ResponderExcluir
  4. Não precisa ser sócio, basta fazer sua reserva pelo site e confirmar por telefone o horário de check in próximo da sua viagem.

    ResponderExcluir